Poesia em Curso ou a Outra Margem ou Luz Letras


A  gaiola vazia,

inteira azia do são,

jaz,

enfeita, enquanto,

apesar presa,

reine no canto

morto da sala;

encanto.

Cave-a

e nela encontrarás

pássaro forma,

norma e muitos,

porque minha.

Colorido encarte

de loucura?

Não, não é!

A imaginação

faminta é que

devora o espaço

alpiste engaiolado,

regurgitando nele

lentas lascas de letras.

Palpite foi deixá-la voar!

E vai existindo...


Rafael Puertas de Miranda - Poeta - Mogi das Cruzes - SP



Escrito por Rafael às 19h01
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
Histórico


Categorias
Todas as mensagens Citação



Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Crítica Literária