Poesia em Curso ou a Outra Margem ou Luz Letras


 

Sina Pequenina

 

O Símbolo é a neve,

a criança importante na manjedoira,

a casinha com chaminé,

mas chovia gota grossa

e, no frio molhado,

os olhos de um menino,

como árvore luminosa,

brilhavam a falta.

Não há prece,

não há casa,

não há gente,

não há ceia farta,

tampouco o presente.

Só o menino pequeno,

no enorme egoísmo da noite;

papelão ignorado,

presépio do abandono.

Se Deus o protegia, não sei.

Tarefa demais para tanto.

...

E, enquanto isso,

na prateleira da loja,

um Natal diferente estava à venda

e todo mundo acreditava.


Rafael Puertas de Miranda - Poeta - Mogi das Cruzes - SP

 



Escrito por Rafael às 21h11
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
Histórico


Categorias
Todas as mensagens Citação



Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Crítica Literária